como sobreviver submerso.

Segunda-feira, 13 de Julho de 2009
Era mais um empréstimo

Wellington Nazaré, o assaltante do balcão do BES de Campolide, condenado na semana passada a 11 anos de prisão (estupidez dele: se tivesse pegado fogo a um refém provavelmente teria apanhado apenas oito), declarou ao i que continua a ser cliente do BES. Significa isto que, tivesse o assalto sido bem sucedido, o BES accionaria o seguro que certamente tem e Wellington e o colega voltariam a lá depositar o dinheiro. Ricardo Salgado pode até ser um dos melhores gestores nacionais mas neste caso revelou falta de visão. Pelo menos ficou a saber que mesmo os clientes tratados a tiro estão satisfeitos com o serviço do banco.



publicado por José António Abreu às 21:17
link do post | comentar | favorito

dentro do escafandro.
pesquisar
 
Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30


à tona

Era mais um empréstimo

reservas de oxigénio
Clique na imagem, leia, assine e divulgue
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!
tags

actualidade

antónio costa

blogues

cães e gatos

cinema

crise

das formas e cores

desporto

diário semifictício

divagações

douro

economia

eleições

empresas

europa

ficção

fotografia

fotos

governo

grécia

homens

humor

imagens pelas ruas

literatura

livros

metafísica do ciberespaço

mulheres

música

música recente

notícias

paisagens bucólicas

política

porto

portugal

ps

sócrates

televisão

viagens

vida

vídeos

todas as tags

favoritos

(2) Personagens de Romanc...

O avençado mental

Uma cripta em Praga

Escada rolante, elevador,...

Bisontes

Furgoneta

Trovoadas

A minha paixão por uma se...

Amor e malas de senhora

O orgasmo lírico

condutas submersas
Fazer olhinhos
subscrever feeds